O OCASO DE PUTIN?

Putin foi longe demais em 2014, quando anexou a Criméia, pensando que anexar a Ucrânia teria o mesmo descaso, no Ocidente, que seu tratamento criminoso contra os povos da Chechênia, da Geórgia e da Bielorrússia, pois além de violar a Carta da ONU, ameaçou a Europa.

*

Passou da ameaça à invasão sem quartel, diante resistência retórica ao cerco à Ucrânia. Sua fantasia de criar um império de Estados satélites, do Norte ao Leste da Europa, já não permite recuo. Sem desmilitarizar toda a Europa, sairá derrotado.

*

Foi buscar lã e saiu tosquiado. Tentou tirar proveito das dissensões na Otan e na União Europeia e provocou uma união jamais vista no resto do mundo. Com as exceções que bem conhecemos…

*

O custo em vidas de soldados, em desorganização da economia e do comércio, em credibilidade global, em negócios de oligarcas e em orgulho militar, será um solo fértil para o separatismo sempre latente nas províncias oprimidas e exploradas.

Com meus votos de uma paz duradoura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.