BRASIL: INIMIGO PÚBLICO N° 2

O CONTO DO VIGÁRIO DO CRÉDITO CARBONO

Quando se fala do fracasso da conferência do clima (COP25) recém-terminada em Madri, o nome do Brasil está em todas as bocas no mundo inteiro, como o vilão da vez. Também, pudera, junto com os Estados Unidos e a Índia, como grande ator ambiental e climático do mundo, tornou mais fácil para a maioria dos países, livrar-se dos compromissos com a sobrevivência do planeta: apenas algumas dezenas de países (que emitem apenas 15% das emissões globais) se comprometeram a revisar para cima seus objetivos, apesar dos objetivos vigentes terem-se tornado praticamente inalcançáveis.

Com relação ao outro objetivo central da conferência, fechar o acordo do crédito carbono, nosso ministro da hostilidade ambiental e climática faz lembrar o que antigamente se chamava de conto do vigário. A proposta é a seguinte, o Brasil vende o crédito carbono para outro país, mas continua com o mesmo crédito para continuar emitindo. Você não precisa entender como deveria funcionar o crédito carbono, para saber que se trata de pura vigarice.

155 comentários sobre “BRASIL: INIMIGO PÚBLICO N° 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *