A PAZ NAS MÃOS DOS GRANDES

Os mais importantes centros de estudos de segurança de dez países do Leste Europeu, da Europa Ocidental, do Báltico, frente à questão “A Europa está preparada para pagar o preço da paz na Ucrânia?”, responderam que sim, mas até quando?

Não se sabe: enfrentar sequelas de sanções, da massa de refugiados, risco de inflação e recessão, por uma causa nobre, é uma coisa. O custo de evitar a dependência da Rússia é outra coisa. Custos imediatos e duradouros são ambos desiguais.

Prioridades de Biden diferem dos países, e de suas percepções de risco. A estratégia americana reage às ameaças de Putin, estendendo as hostilidades. Sua continuidade é fatal para a Ucrânia. EUA e Rússia estão em guerra, cabe-lhes fazer a paz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.